Fotografia

Cristais Gigantes

Fotografia dos cristais de selenita na Caverna dos Cristais (Cueva de los Cristales) de Naica, Chihuahua, México. Foto: Alexander Van Driessche/Wikimedia Commons

Redação ((o))eco ·
29 de agosto de 2013 · 8 anos atrás
Fotografia dos cristais de selenita na Caverna dos Cristais (Cueva de los Cristales) de Naica, Chihuahua, México. Foto: Alexander Van Driessche/Wikimedia Commons.

A câmara com cristais gigantes foi descoberta em 2000, por trabalhadores que escavam um túnel de ligação na mina de Naica, no estado mexicano de Chihuahua. Batizada com o nome Caverna dos Cristais (Cueva de los Cristales), tem dimensões aproximadas de 10 por 30 metros e contém no seu interior gigantescos cristais de selenite, alguns dos maiores cristais naturais já descobertos no mundo. O maior dos cristais atinge  11 metros de comprimento, 4 metros de diâmetro e pesa cerca de 55 toneladas. A mina se encontra numa falha por cima de uma câmera de magma, o que gera as condições necessárias à formação dos cristais. O enorme calor gerado aqueceu a água que se encontrava retida nas câmeras, que ficou saturada de diversos minerais, nomeadamente gipsita (selenite).

 

 

Leia Também
O Lírio-dos-incas

 

 

 

Leia também

Reportagens
3 de dezembro de 2021

Novo Código de Mineração propõe aprovação automática de milhares de processos parados na ANM

Proposta pode afetar mais de 90 mil requerimentos que aguardam aprovações técnicas e ambientais; medida ainda interfere na criação de unidades de conservação e dificulta demarcação de terras indígenas

Notícias
2 de dezembro de 2021

Lideranças indígenas do Pará cedem à pressão de invasores e aceitam reduzir seu território pela metade

Caciques da TI Apyterewa disseram ao STF que, em “acordo” feito com invasores, aceitam redução de 392 mil hectares de suas terras

Notícias
2 de dezembro de 2021

Com maioria no Conama, governo federal impõe mudanças no CNEA

Conama aprova alterações no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas e impõe mais burocracia e custos para a participação da sociedade civil no conselho

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta