Notícias

Alemanha aprova fim de usinas nucleares até 2022

Nesta segunda-feira, dia 6, foi sancionada a reforma da legislação nuclear que determina o encerramento definitivo dos oito reatores desativados após a tragédia na usina atômica japonesa de Fuskushima.

Daniele Bragança ·
6 de junho de 2011 · 10 anos atrás
Acidente nuclear na usina de Fukushima, Japão, mudou o rumo da matriz energética na Alemanha (crédito: Digital Globe)
Acidente nuclear na usina de Fukushima, Japão, mudou o rumo da matriz energética na Alemanha (crédito: Digital Globe)
O governo alemão acaba de dar mais um passo para acabar com o uso de energia nuclear, que responde por 23% da matriz energética da Alemanha. De acordo, com a agência EFE, nesta segunda-feira, dia 6, foi sancionada a reforma da legislação nuclear que determina o encerramento definitivo dos oito reatores desativados após a tragédia na usina atômica japonesa de Fuskushima, além de uma série de medidas que visam ao fechamento de todas as usinas nucleares ainda ativas no país até 2022 e promover a substituição por energias renováveis, tal como a energia eólica.

A nova lei nuclear prevê a construção de novas linhas de alta tensão para a distribuição da energia produzida pelos futuros parques eólicos; o fechamento definitivo dos oito primeiros reatores, desligados desde março, e a desativação dos nove restantes de maneira gradual, sendo que o primeiro em 2015 e os três últimos em 2022.

O grande desafio de renunciar à energia atômica é encontrar maneiras de substituir a eletricidade gerada pelas usinas sem recorrer ao uso do carvão, que elevaria as emissões de Co2 do país.

Ambientalistas divergem entre si sobre o uso de energia nuclear. Embora não seja uma energia considerada limpa, sua geração não produz gases do efeito estufa, considerados os principais responsáveis pelo aquecimento global.

{iarelatednews articleid=”24985,24886,18303,24071,23476,24983,24892,24902,24266,23935,23896″}

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Reportagens
26 de novembro de 2021

MPF pede anulação da Licença de Instalação do Linhão Tucuruí na terra Waimiri Atroari

Ação aponta que União e a Transnorte agem ilegalmente no licenciamento da obra. Autossuficientes em energia elétrica, os Waimiri Atroari são contra o empreendimento e sentem “a floresta sangrar”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta