Notícias

As mudanças das estações vistas do espaço

Veja uma animação mostrando as dramáticas mudanças sofridas pela superfície de nosso planeta ao longo de um ano.

Paulo André Vieira ·
29 de julho de 2013 · 8 anos atrás

Já falamos algumas vezes por aqui da Blue Marble e de suas versões. Quem não ligou o nome a pessoa, Blue Marble é o nome dado a uma das mais famosas e reproduzidas fotografias de todos os tempos, feita pela tripulação da Apolo 17 em 1972, mostrando pela primeira vez o nosso planeta em toda sua majestade, uma bola de gude azul flutuando no espaço.

De lá pra cá outras versões da Blue Marble foram feitas, aproveitando-se dos avanços tecnológicos e dos sensores cada vez melhores disponíveis nos satélites em órbita da Terra. Existe até mesmo uma Black Marble, mostrando as luzes do planeta durante a noite.

A animação abaixo faz parte da família Blue Marble, sendo conhecida como a Blue Marble das Estações. As imagens de base foram feitas entre junho e setembro de 2001, e coloridas usando dados compilados pela observação dos recursos terrestres do Serviço Geológico dos EUA. Os oceanos estão em tons de azul e as terras variam do verde ao marrom. As áreas marrons são as areias dos desertos. Essa evolução mensal permite ver as mudanças na aparência ao longo das estação. A mudança mais dramática é a expansão da cobertura de neve durante os meses de inverno no hemisfério norte, seguido por sua retração durante os meses de verão. Veja abaixo:

Fonte: NASA Goddard Space Flight Center

Fizemos também uma animação abaixo destacando o Brasil:

Fonte: NASA Goddard Space Flight Center
  • Paulo André Vieira

    Produtor Editorial formado pela UFRJ, atua em ((o))eco desde 2007 escrevendo sobre geojornalismo e cuidando da edição e gestão do site.

Leia também

Fotografia
21 de fevereiro de 2012

A mais incrível imagem do nosso planeta

A primeira imagem de nosso planeta foi feita em preto e branco. A última é a mais incrível imagem em alta definição da Terra que existe.

Notícias
10 de dezembro de 2012

Black Marble e as luzes vistas do espaço

Nada nos diz mais sobre a disseminação dos seres humanos em toda a Terra do que as luzes da cidade. Veja uma animação das luzes do planeta vistas do espaço.

Salada Verde
3 de dezembro de 2021

Paraná pretende reativar trecho brasileiro de trilha histórica que liga o Atlântico ao Pacífico

Chamada de Caminhos do Peabiru, trilha tem 1.550 no trecho paranaense, que vai de Paranaguá a Guaíra. Caminho era usado por incas e guaranis, antes da colonização

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 2

  1. Aristides Arthur Soffiati Netto diz:

    Devemos creditar aos povos indígenas o pioneirismo na abertura de trilhas que, posteriormente, serão aproveitadas pelos europeus nas chamadas estradas gerais e sua ramificações, como mostra Capistrano de Abreu em “Caminhos antigos e povoamento do Brasil” (1930). Os povos indígenas usavam essas picadas para a prática de uma economia de subsistência bastante robusta. Com os europeus e seus descendentes, a economia de mercado, ainda que precária, produziu desmatamento, ataques à fauna nativa e extermínio de indígenas.


  2. Raphael Albino diz:

    O Eduardo Bueno, do canal Buenas Ideias no Youtube possui um excelente vídeo sobre essa trilha e as aventuras que alguns personagens da nossa história passaram por ela.