Salada Verde

Governador do Mato Grosso pede a Bolsonaro que “estadualize” Chapada dos Guimarães

Durante reunião com o presidente, o governador Mauro Mendes pediu a estadualização do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães para que estado possa "fomentar o turismo"

Duda Menegassi ·
28 de julho de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Em Brasília para agenda de reuniões com o presidente, o governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), declarou que um dos tópicos da conversa com Bolsonaro (sem partido) foi um pedido para que o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães seja estadualizado, ou seja, que a sua gestão passe para as mãos do Estado. A ideia não é nova. Em 2018, o deputado estadual Wilson Mendes (PSDB-MT) mobilizou uma campanha pela estadualização do parque e chegou a realizar uma audiência pública para debater a proposta, que recebeu pareceres contrários dos Ministérios Públicos Federal e Estadual. Na época, a discussão arrefeceu e nem mesmo chegou a virar um projeto de lei.

“Pedimos para o governo federal passar ao governo de Mato Grosso a gerência, a gestão sobre o Parque da Chapada dos Guimarães, porque queremos fazer um grande investimento na área do turismo, da preservação, mudar o plano de manejo e com isso usar melhor aquele parque, preservando ele também, evitando ali grandes queimadas como já aconteceram muitas vezes”, declarou o governador em vídeo publicado nas suas redes sobre a reunião.

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães foi criado em 1989 e é gerido pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão que cuida das unidades de conservação federais. A presença de inúmeros atrativos, entre eles o icônico mirante da Cachoeira Véu de Noiva, e a localização privilegiada – a menos de uma hora da capital, Cuiabá – faz com que o parque seja considerada uma das “joias da coroa” do ICMBio. O potencial inequívoco para desenvolver o turismo no parque já vem sendo trabalhado pelo governo federal, que estuda a concessão dos serviços de visitação na unidade.

*Na foto em destaque: a reunião do presidente Jair Bolsonaro (ao centro) com o governador Mauro Mendes (à esquerda). Foto: Divulgação

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Notícias
5 de junho de 2018

Projeto quer transformar Chapada dos Guimarães em parque estadual

Audiência pública para debater o repasse da gestão da unidade de conservação está marcada para o dia 18. Proposta tem poucas chances de prosperar

Reportagens
30 de julho de 2017

Uma viagem no tempo pela Chapada dos Guimarães

Caminhada de 23 quilômetros revela outras facetas do Cerrado e permite um mergulho no passado pré-histórico do parque mais visitado de Mato Grosso

Salada Verde
12 de dezembro de 2019

85% do desmatamento ocorrido em Mato Grosso é ilegal, diz ICV

Mais da metade da derrubada ocorreu em áreas privadas cadastradas no Cadastro Ambiental Rural. Relatório aponta para a fragilidade e diminuição da fiscalização

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 2

  1. pedro diz:

    Os caras não sabem nem inventar um argumento razoável. O parque nacional da chapada dos guimaraes ja esta no programa de privatizações (ppi) do desgoverno federal. Esses ratos querem duplicar a estrada e lucrar agora que viram o potencial de lucro desse, que esta entre os tres parques mais visitados do pais, querem grana. Alguem avisa esses senhores que parque estadual gruta da lagoa azul, proximo da capital, esta la abandonado, precisando ate de plano de manejo. Hipocritas!


  2. epocavital diz:

    Fomentar o Turísmo Estadual ? ou Atirar a Chapada dos Guimarães “no Colo do AGRO NEGÓCIO”,..? !
    *Este Parque Além de Ser um PATRIMÔNIO NACIONAL,..Tem Que ser Declarado PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE.
    (Nosso País Esta Cheio de más Gestões Estaduais, ex. BANHADO DO TAÍM/RS, LAGÔA DO PEIXE, (houve inclusive um Movimento dos Ambientalístas Contra um Possível “Entreguísmo”,..Entre Outros)